Cursos

Curso de Férias – Psicologia Analítica e Educação

Neste curso de férias estaremos explorando as contribuições do pensamento do psicólogo suíço Carl G. Jung para a área da educação. Sua teoria é muito mais conhecida por suas aplicações na área clínica e da saúde, porém, ele possui muitos insights que contribuem para repensarmos a educação como um processo de promoção da transformação pessoal e social. Iremos explorar alguns problemas básicos da educação atual, além de alguns breves fundamentos do pensamento junguiano que nos ajudarão a pensar esses problemas. Com isso, exploraremos a proposta junguiana de “educação da personalidade” e como podemos integrar nosso inconsciente nesse processo, através de um processo simbólico e imaginal.
O grupo é aberto a todos os interessados, não só psicólogos ou educadores, mas também qualquer pessoa curiosa em aprender sobre novas perspectivas educacionais aplicáveis a qualquer ambiente, desde escolas, até ambientes de trabalho e dentro de nossas próprias famílias.
Carga Horária: 15 horas, com certificado
Dias 10, 12, 17 e 19 de julho de 2017, das 09h às 12h
E Sábado 22/07/2017 das 14h às 17h
Investimento: R$250,00 (20% de desconto se pago antecipado via Opa!, boleto bancário ou depósito bancário até dia 07/07/2017. Por favor, entrar em contato via e-mail pablo@deassis.net.brinformando essa intenção de pagamento. No dia será aceito o valor integral em dinheiro, e cartões de débito e crédito)
Formulário de Inscrição: https://goo.gl/forms/8cfcAzLe3AjumsRS2
Pablo de Assis
Psicólogo – CRP 08/11396
http://pablo.deassis.net.br/

Curso de Psicologia Arquetípica de James Hillman Módulo 1 – Perspectivas Imaginais

O Centro de Estudos da Arches Psicologia convida a comunidade psicológica e interessados a aprender e refletir sobre a vertente do trabalho Pós- Junguiano: a Psicologia Arquetípica.

Objetivo: A premissa da psicologia é o trabalho com a alma e através dos insights psicológicos de James Hillman vamos enxergar através, ou seja, psicologizar. Questionando e re-vendo as tradições psicológicas clássicas, almejando um novo tipo de pensamento e sentimento psicológico.

Convidamos para “enxergar além do olho que vê, ou então ver com outros olhos”. Baseados nesta paranoia que nos leva a desvelar o oculto, devemos subverter, reverter, relativizar e seguir/servir a alma, atendendo suas necessidades imaginais. Não mais literalizar, nominar, humanizar, aplicar praticamente as realidades da alma, mas sim, respeitar a pluridade de ficções. Devemos ficar com a imagem e ficar atentos aos movimentos da alma.

“Mais do que explicar vou complicar; mais do que definir, vou compor; mais do que resolver vou complicar o enigma”. ( James Hillman em Re-vendo a Psicologia.)

Data de Início: 05 de agosto até dia 16 de setembro ( Encontros Quinzenais)
Investimento: R$ 400,00 – (R$50,00 de Inscrição + 2 parcelas de R$175,00)

Para pagamento da taxa da inscrição siga instruções presentes na ficha de inscrição.
Inscrição: http://arches.psc.br/blog/inscricao-para-cursos/

Sistemas de descontos: Para clientes da casa, indicação de amigos e pagamento à vista. Consulte-nos*

Email: arches@arches.psc.br

Telefone: 3252 2421

Filme Análise – A Bela e a Fera (2014)

05/05/2017
Sexta-Feira, 18h30
Valor: 20,00
Aracéli B. Spannemberg – CRP 08/9480

Filme análise do filme “A Bela e a Fera” (2014) (La Belle et La Bete) do diretor Christophe Gans.

Os Filmes-Análise são exibições de filmes com o propósito de analisar e discutir aspectos psicológicos, sociais e culturais de filmes que acreditamos serem relevantes a uma melhor compreensão da psique humana. São eventos abertos ao público em geral.

No ano de 1810, um comerciante perde sua fortuna após o naufrágio de seus navios, mudando-se com seus seis filhos para a área rural. Sua filha caçula, Bela, parece ser a única a conseguir se adaptar à nova vida. Durante uma viagem, perde-se, indo parar um maravilhoso castelo. Ao sair do castelo, rouba uma rosa para a filha, sendo imediatamente condenado a morte pelo senhor do castelo, um monstro. Para salvar a vida do pai (e dos irmãos), Bela passa a viver no castelo com o monstro, mágico e cheio de luxo, porém triste e cercado de segredos. Aos poucos, a convivência vai desvendando tais segredos.

Ao escolher esta versão para a sessão de Filme Análise, deparei-me com diversas imagens que já tinha encontrado em mitos. A beleza das cenas agregam graça sem desviar dos símbolos, que saltam como uma corça dourada em disparada para a vida (simbólica). 110-958x402